Compartilhe
essa notícia
Vinhedo / Política 04/12/2018 14:59 - Atualizada em 04/12/2018 15:00
Vereadora registra Moção de Repúdio pela agressão e morte de cão em hipermercado
Violência contra o animal foi também tema da vereadora durante a 80ª Sessão Ordinária




A vereadora Flávia Bitar (PDT) apresentou Moção de Repúdio ao Carrefour Comércio e Indústria Ltda em razão do triste ocorrido na última semana, quando seguranças da unidade Osasco teriam agredido e matado um cão.



“A Moção será entregue na central do Carrefour e vamos exigir providências administrativas além das sanções criminais”, afirma da vereadora Flávia Bitar, que atua na causa do bem estar animal.



O episódio, que está sendo investigado também pela Subsecretaria de Defesa Animal do Estado de São Paulo, teve grande repercussão nas redes sociais. “A Patrulha Animal, da Defesa Animal Estadual, esteve no hipermercado e elaborou um Boletim de Ocorrência; agora, a Polícia Civil irá tomar as providências e investigar o caso”, comenta Flávia Bitar.



“Sabemos que o hipermercado gera emprego e renda, mas sabemos também que existe Lei – e lutamos para que ela seja cumprida, sem distinções. A causa animal não tem relação com valores financeiros, mas sim com valores sociais”, explica a vereadora, autora da Moção de Repúdio.



Conforme art. 32 da Lei Federal nº 9.605/1998, a pena para maus-tratos a animais é de três meses a um ano de prisão e multa. A Lei, que dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências, também estipula que em caso de morte do animal, a punição pode ser aumentada em até um terço.



Em seu discurso durante a 80ª Sessão Ordinária, a vereadora Flávia Bitar esclareceu que, de acordo com os ativistas, o cachorro havia sido abandonado no estacionamento do Carrefour Osasco cerca de uma semana antes de ser morto. Alguns funcionários da rede e de lojas que ficam no centro de compras vinham alimentando o animal. Até que, na última quarta-feira (28), um segurança da rede o agrediu até que as patas quebrassem. Com o cão sangrando, rastejando e bastante fragilizado, a Zoonoses de Osasco foi chamada. Representantes da loja teriam dito que o animal havia sido atropelado ali próximo, na Avenida dos Autonomistas, versão contestada por testemunhas.



“O cachorro foi socorrido pela Zoonoses, mas não resistiu aos ferimentos e morreu”, lamenta Flávia Bitar, autora da Moção de Repúdio 273/2018, assinada em conjunto com todos os vereadores da Câmara de Vinhedo. O Jornal de Vinhedo enviou questionamento para o Carrefour, porém não foi obtida resposta.


Comentar notícia

Nome
Email
Mensagem
Li e concordo com os termos de uso
Nome remetente
Email remetente
Nome destinatário
Email destinatário