Consumidor pode evitar o aumento da conta de energia durante o inverno

No inverno, devido à utilização de aparelhos como
aquecedores, torneiras elétricas, secadoras de roupas, secadores de cabelos e
do chuveiro com a chave no modo “inverno” podem encarecer a conta de energia
elétrica nos meses de inverno. Os equipamentos que utilizam a energia para
gerar calor têm potência maior e consomem mais. Mas é possível evitar o aumento
da tarifa.

De acordo com a CPFL Piratininga, o chuveiro é o campeão de consumo residencial
e representa de 25% a 35% da conta de luz de uma família. Ao utilizá-lo, com a
chave no modo “inverno”, o acréscimo no consumo é de cerca de 30% com relação
ao modo “verão”. “Além disso, no inverno, o tempo de permanência no banho
normalmente aumenta, o que demanda mais energia. O ideal é que as pessoas
mantenham um equilíbrio no tempo do banho o ano todo”, explicou Pedro César
Andreo De Aro, gerente regional da CPFL Piratininga.

Como usar a chave do chuveiro no modo “verão” é desconfortável, no frio, assim
como abrir mão de aquecedores e torneiras elétricas, a CPFL Piratininga
recomenda que o consumidor se esforce para compensar a utilização desses itens,
adotando hábitos e soluções ligadas à iluminação da casa e alguns
eletrodomésticos. Acompanhe algumas dicas para economizar energia elétrica:

Iluminação
A iluminação representa de 15% a 20% do valor da conta de energia.

– Nos banheiros, cozinhas e lavanderias, substituir lâmpadas
incandescentes por fluorescentes, que consomem menos energia, iluminam mais e
duram até 10 vezes mais; – Nas salas e quartos, usar lâmpadas 127 ou 220 volts
compatíveis com a voltagem da rede da CPFL;

– Evitar acender luzes durante o dia, usar a luz do dia.

Eletrodomésticos
Na hora de comparar um aparelho, verifique se o equipamento
tem o selo de eficiência Inmetro/Procel.

Chuveiro
O chuveiro é o equipamento que mais consome energia em uma
residência. Ele contribui com 25% a 35% do valor da conta de luz.

– Nos dias quentes, colocar o chuveiro na posição “Verão”;
– Deixar o aparelho ligado somente o tempo necessário para o
banho;
– Limpar periodicamente os orifícios de saída de água do
chuveiro;
– Nunca reaproveitar uma resistência queimada. Isso provoca
o aumento do consumo e coloca a segurança dos usuários em risco.

Geladeira
A geladeira é o segundo equipamento que mais consome energia
em uma residência. Ela contribui com 25% a 30% do valor da conta de luz.

– Nunca usar a parte traseira para secar panos ou roupas.
Hábito comum no inverno;
– Instalar a geladeira longe do fogão, estufas e raios
solares;
– Ajustar o termostato de acordo com o manual de instrução;
– Manter as borrachas de vedação em bom estado.

Ferro elétrico
O aparelho representa de 5 a
7 % do valor da conta de luz.

– Acumular o máximo de peças para ligar o ferro o mínimo de
vezes;
– Começar a passar a roupa sempre pelos tecidos que exigem
temperaturas mais baixas. Ferros automáticos têm indicadores de temperatura
para cada tecido.

Televisor
O televisor representa de 10 a 15% do valor da conta de
luz.

– Evitar deixar o aparelho ligado sem necessidade;
– Cuidado para não dormir com a TV ligada.

Máquina de lavar
roupas

A máquina de lavar roupas representa de 2% a 5% do valor da conta de luz.

– Ligar a máquina somente quando estiver com a capacidade
máxima de roupas;
– Limpe freqüentemente o filtro da máquina.

Veja na tabela o consumo médio de alguns
produtos

Aparelhos Elétricos

Potência Média/Watts

Dias Estimados
Uso/Mês

Média Uso/Dia

Consumo médio mensal (kWh)

Ar condicionado 7.500 BTU

1.000

30

8h

120,0

Chuveiro Elétrico

3.500

30

40 min

70,00

Ferro Elétrico

1.000

12

1h

12,0

Forno Microondas

1.200

30

20 min

12,0

Geladeira 2 portas

300

80

Lâmpada Fluorescente Compacta 15W

15

30

5h

2,2

Lâmpada Incandescente 60W

60

30

5h

9,0

Lavadora de Roupas

500

12

1h

6,0

Secador de cabelos

1.400

30

10 min

7,0

Secadora de Roupas

1.000

8

01h

8,0

TV em cores 30’’

90

20

5h

13,5

Dados: CPFL Piratininga