Partido aliado de Dario também é contra a manutenção de secretários

O PDT, partido que faz parte da base do governo do prefeito Dario Pacheco divulgou nesta sexta-feira, 8, informando que se posicionou contra as nomeações de secretários que faziam parte do governo Jaime Cruz pelo prefeito eleito Dario Pacheco (PTB).

“A vitória nas urnas expressou o anseio da população por mudanças que não pode ser frustrado. O PDT se posicionou contrariamente a estas nomeações, mas foi voto vencido no interior da coalizão que se formou durante a transição de governos.

Neste sentido, consideramos que apesar de o prefeito ter o direito de fazer as nomeações, o impacto negativo gerado pelo descumprimento daquilo que foi prometido na eleição nos obriga a ter posicionamento público”, informou o partido.

O PDT tem hoje dois, dos seis vereadores que compõem a base do governo. O partido também está na presidência da Câmara de Vinhedo com o vereador Rodrigo Paixão.

O professor Sylla John Lerro Taves, que fez parte da equipe de transição do prefeito Dario Pacheco também criticou a manutenção dos secretários. “Vinhedo fazendo história!!! Jaime Cruz e Dr. Dario compartilham fato inédito na história política do Brasil, uma “herança” com tutores. O prefeito Jaime Cruz deixou como “herança” para o para o prefeito da oposição R$27 milhões em caixa com dois tutores para tomar conta e assessorar o herdeiro inexperiente, a tutora do caixa na Secretaria da Fazenda e o tutor dos contratos na Secretaria de Governo”, disse Sylla em uma rede social.

O vice-prefeito de Vinhedo, Edson PC (MDB), também disse por meio das redes sociais que foi contra as nomeações ainda na quinta-feira,7. “Foi o Dario que escolheu eu não palpitei nada sobre isso, pelo contrário, quando ele me disse, falei que era contra e me coloquei contra”, disse o vice.

Na quarta-feira, 6, a Prefeitura divulgou os nomes do novo secretario que faz parte do governo que venceu as últimas eleições. Três nomes entre os 14 escolhidos chamaram a atenção.

Deise Gomes, secretária de Fazenda na administração passada, que assume o mesmo posto e Jorge Torrezin, que estava no comando da Secretaria de Governo, também continua no mesmo cargo. Além do filho do prefeito Eduardo Pacheco, que vai assumir a Controladoria Geral do município, que agora ganhou o nome de Transparência e Participação Social.

Confira a nota do PDT na integra:

“Nota sobre o anúncio do Secretariado da Prefeitura Municipal de Vinhedo.
Nos últimos dias o atual governo anunciou a nomeação de diversos cargos de confiança. Uma parte é composta por pessoas que expressam o sentimento de mudança que venceu as eleições. No entanto, outras nomeações são contraditórias.
Alguns diretores e secretários são ligados à administração derrotada nas urnas, representantes da velha política que colocam em xeque a credibilidade da administração que acaba de começar. Especialmente, por manter nos cargos os chefes do governo e finanças da antiga administração.
A vitória nas urnas expressou o anseio da população por mudanças que não pode ser frustrado. O PDT se posicionou contrariamente a estas nomeações, mas foi voto vencido no interior da coalizão que se formou durante a transição de governos.
Neste sentido, consideramos que apesar de o prefeito ter o direito de fazer as nomeações, o impacto negativo gerado pelo descumprimento daquilo que foi prometido na eleição nos obriga a ter posicionamento público.
Seguimos mantendo apoio ao programa de governo que apresentamos em campanha, com a esperança de que será possível atender aos anseios da população e construir uma cidade mais justa.
Diretório do PDT – Vinhedo/SP
Vinhedo, 08 de janeiro de 2021″