Valinhos decreta situação de emergência por estiagem

A Prefeitura de Valinhos declarou nesta segunda-feira, 14, situação de emergência em razão da redução das quantidades de água no sistema de abastecimento do município e o aumento do consumo.

O decreto do prefeito Orestes Previtale (PSB), publicado no diário oficial da cidade, pretende evitar o uso inadequado e o desperdício do recurso, e estabelece a necessidade de iniciar estratégias para captar água de outras fontes, além de promover campanha para orientar a população sobre o uso racional do produto.

O decreto ainda autoriza a contratação, sem necessidade de licitação, de bens, materiais, produtos, incluindo captação de água por fontes alternativas, como as águas subterrâneas e o abastecimento através de caminhões-pipa, para evitar o colapso do sistema.

No decreto consta que Valinhos registrou, nos últimos seis meses, 189 milímetros de chuva, enquanto a média histórica para o período seria de 403mm.

De acordo com o comunicado, o aumento do consumo ocorreu devido ao período de pandemia que atingiu todo o país. A medida publicada no diário oficial tem validade de 30 dias e inicialmente será finalizada em 12 de outubro.

Entre fevereiro de 2014 e dezembro de 2015, o município chegou a implementar o racionamento de água de 18 horas seguidas em virtude da crise hídrica.