Valinhos e Vinhedo discutem operação conjunta para adquirir a Sputnik V

O prefeito de Vinhedo, Dario Pacheco e o secretário de Assuntos Jurídicos de Valinhos, Cleber Bernardi

Nesta quarta-feira,7, o secretário de Assuntos Jurídicos e Institucionais da Prefeitura de Valinhos, Cleber Bernardi, esteve em Vinhedo com o prefeito Dario Pacheco (PTB), para discutir uma operação conjunta entre as duas cidades para a logística e importação da vacina russa Sputnik V.

A ideia é adquirir o imunizante diretamente do governo russo por meio do Centro Nacional de Pesquisa em Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, financiado pelo Fundo de Investimento da Rússia. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, está em análise para a autorização do uso emergencial desse imunizante.

A Prefeitura de Vinhedo chegou a enviar um protocolo de intenções, oficializado através do Fundo de Investimentos Diretos da Rússia e com o auxílio do presidente da Câmara, Rodrigo Paixão (PDT).

“Temos seguido o Plano Nacional de Imunização. E com excelente desempenho na organização e aplicação dela. Entretanto, a velocidade da liberação de doses por parte do Governo Federal precisa ser maior e, por isso, temos buscado alternativas, como o Consórcio e agora este contato direto com o governo russo, para iniciarmos um processo de busca de mais vacinas para a população de Valinhos”, aponta a prefeita Lucimara Godoy (PSD).

A vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Gamaleya, na Rússia, atingiu 91,6% de eficácia contra a Covid-19 e um ótimo perfil de segurança, segundo dados preliminares de uma pesquisa publicada no periódico The Lancet.

“O prefeito de Vinhedo também tem a intenção de compra desta vacina e a reunião se pautou neste entendimento comum, para estudarmos uma logística que possa ser mais eficiente para as duas cidades”, complementou o secretario Cleber Bernardi.