Vinhedo tem manifesto e ato de apoio a Mariana Ferrer

Imagem do protesto realizado neste sábado em Vinhedo

Vinhedo registrou neste sábado, 7, um ato de apoio e cobrança de Justiça com o caso da catarinense Mariana Ferrer. O manifesto foi organizado pelo Bloco Carnavaleso Bloquete. Outras 10 cidades do país também sediaram protestos. Em São Paulo, o ato ocorreu no domingo, 8.

Mariana Ferrer acusa o empresário André de Camargo Aranha de estupro em um clube de luxo há dois anos. A influenciadora digital, de 23 anos, foi humilhada durante audiência judicial que analisava denúncia de estupro registrada por ela. Cláudio Gastão Filho, advogado do acusado, insultou a jovem, a chamou de mentirosa e exibiu fotos sensuais feitas por ela, sem qualquer relação com o suposto crime, falando em poses “ginecológicas”.

“O caso Mariana Ferrer é mais uma demonstração do Machismo estrutural presente em nossa sociedade brasileira que engole a personalidade feminina todos os dias”, disse o grupo no chamado do evento.

A concentração ocorreu no Centro de Convivência e com a maioria dos integrantes vestindo preto o grupo passou pelas principais ruas do Centro de Vinhedo, carregando faixas e cartazes com os dizeres como: “Justiça por Mari Ferrer e por todas nós” e “Mulher a culpa não é tua”.  Além disso, todo o trajeto foi acompanhado pela bateria do bloco carnavalesco e pelo carro de som.

“É muito importante que levantemos nossas vozes contra as opressões e injustiças, ainda mais quando quem tem o papel de acolher falha em sua prerrogativa… Não aceitamos opressão, não aceitamos que a vítima seja tratada como criminosa, que sejamos julgadas por nossas fotos, roupas e comportamento!”, disse o grupo em sua publicação em uma rede social.