Condutores de vans escolares pedem a Prefeitura medidas na pandemia

Prefeito, vereadores e representantes de vans escolares

A pandemia do coronavírus trouxe reflexos negativos para diversos trabalhadores, prestadores de serviços e empresas. E um dos setores afetados em Vinhedo é o dos condutores de vans escolares, que de uma hora para outra tiveram de parar sua atividade. Em busca de entender as dificuldades e o que pode ser feito pela Administração Municipal em prol desses profissionais, o prefeito Jaime Cruz recebeu nesta quarta-feira, 17, representantes da categoria.

Atualmente, de acordo com dados da Secretaria de Transportes e Defesa Social, existem 52 condutores regularizados no município.

Durante o encontro com o prefeito Jaime Cruz, representantes da categoria relataram que, com a suspensão temporária das aulas, muitos pais deixaram de pagar as mensalidades, alguns inclusive por terem perdido o emprego, e outros estão pagando parcialmente.

O prefeito recebeu um documento com solicitações, que agora serão analisadas quanto à viabilidade jurídica e financeira. A Prefeitura não divulgou quais são as solicitações.

“São profissionais altamente qualificados, que transportam nossas crianças com tanto cuidado e carinho. Acolhemos os representantes dos condutores e vou determinar às secretarias de Negócios Jurídicos, da Fazenda e da Educação que analisem o que podemos fazer para atender, ainda que em parte, essa demanda que nos foi apresentada”, destacou o prefeito Jaime Cruz.