Governo de SP anuncia novas medidas de precaução

Serviços como do Detran.SP e Poupatempo vão priorizar atendimento à distância

Governador confirmou determinação para que parte do funcionalismo estadual passe a trabalhar de casa

O Governador João Doria anunciou novas medidas para intensificar o enfrentamento ao novo Coronavírus (Covid-19). Entre as medidas, ficou definido que a partir do dia 17 de março, todos os funcionários públicos estaduais com mais de 60 anos, excetuando os que trabalham nas áreas de segurança pública e saúde, deverão trabalhar de casa.

A outra medida é o fechamento, também a partir do dia 17 de março, de museus, bibliotecas, teatros e centros culturais do Estado de São Paulo por até 30 dias.

Também foi recomendado para o setor privado de entretenimento (teatros, cinemas, casas de espetáculo e etc) que mantenham os estabelecimentos fechados por até 30 dias. Por fim, foi definido que todos os 153 Centros de Convivência do Idoso ficarão fechados por 60 dias.

Além disso, serviços como os do Detran.SP, Poupatempo e Centros de Integração da Cidadania (CICs) vão priorizar serviços online e atendimento à distância. Já a rede de restaurantes Bom Prato terá horário estendido para redistribuir o fluxo diário de atendimentos.

O Governador também confirmou a determinação para que parte do funcionalismo estadual passe a trabalhar de casa a partir desta terça. A medida vale por 30 dias, mas pode ser prorrogada. O sistema de teletrabalho vai abranger servidores com idade a partir de 60 anos, gestantes, portadores de doenças crônicas, hipertensos e pacientes com baixa resistência imunológica.