Louveira proíbe uso de fogos de artifício com barulho

Soltura de fogos de efeitos sonoros gera impactos negativos na sociedade e meio ambiente

São considerados artefatos pirotécnicos de efeito sonoros os fogos de estampido, foguetes, morteiros e baterias

A Câmara de Louveira aprovou a proibição de manuseio, uso, queima e soltura de fotos de artifício com efeito sonoro em todo o município. A autora do projeto, vereadora Priscilla Finamore (PRB), justificou que a soltura de fogos de efeitos sonoros gera impactos negativos na sociedade e meio ambiente.

Conforme consta na propositura, são considerados artefatos pirotécnicos de efeito sonoros os fogos de estampido, os foguetes, os morteiros e as baterias. “As explosões desses artefatos produzem gases tóxicos e nocivos ao meio ambiente e podem causar problemas respiratórios”, explicou a vereadora. Além disso, a autora do projeto destacou os casos de acidentes, queimaduras e outras lesões que podem matar uma pessoa.

Além disso, o incômodo gerado pelo barulho foi outra justificativa. A vereadora Priscilla Finamore afirmou que tem conhecimento que nem todas as pessoas são favoráveis à proibição, porém destacou que pessoas internadas em hospitais ou clínicas, as crianças, doentes, pessoas com distúrbios comportamentais, idosos, enfim, diversas pessoas e animais que podem sofrer com barulho dos fogos.