Vinhedense conta como conseguiu reduzir em 50% a conta de água

Valor pago na conta de água passou de R$ 120 para R$ 60

A vinhedense e engenheira ambiental, Jerusa Morais, conseguiu reduzir em cerca de 50% o valor da sua conta de água adotando medidas simples para uso racional de água. Em pouco tempo, o valor de R$ 120 passou para a casa dos R$ 60 em uma família composta por quatro pessoas, como contou a moradora em matéria publicada de forma exclusiva pelo JV, na edição impressa do último sábado, 28.

A doutoranda em engenharia ambiental decidiu rever parte das suas ações e levou um susto com a redução na conta do mês seguinte. “Há alguns anos eu disse: Não posso apenas cruzar os braços preciso ser consciente, e todos temos que nos unir por esta causa, governo e cidadão, cada um fazendo a sua parte. Há muitas coisas que podemos fazer, mas primeiro vamos começar dentro de nossas casas, empresas, escolas e … Combater o desperdício de água é uma atitude inteligente e fundamental para os dias de hoje”, explica.

Entre as ações realizadas pela vinhedense está medidas adotadas na hora de escovar os dentes ou lavar louças. Ela começou a fechar a torneira entre um processo e outro. Ela também estipulou o prazo máximo de 10 minutos para cada integrante da casa tomar banho e começou a fazer uso de balde para preservar parte da água enquanto o chuveiro aquecia – medida que pode ser compartilhada por outros vinhedenses que fazem uso de chuveiro à gás ou solar.

A engenheira realizou a revisão preventiva na residência para encontrar possíveis vazamentos e trocou a descarga convencional por uma a válvulas, que proporcionam a economia de água. Também evita lavar garagens com mangueiras, reutiliza água da máquina para regar plantas e instalou redutores de vazão nas torneiras.

Na cozinha ainda utiliza uma bacia para lavar frutas, verduras e legumes, ao invés da água corrente. Como não possui cisternas, capta água de chuva de forma simples para reutilizar o líquido depois em tarefas diárias.  “Entre quem deixa o chuveiro aberto todo o banho e quem fecha para se ensaboar, a diferença de gasto em média é de 126 litros. Vale para escovar os dentes, também, deixar a torneira aberta gasta em média 12 litros a mais do que fechá-la. Calculando 126 + 12 = 138. Se você consome 3 litros por dia, com a sua economia, você teria água para beber em média 69 dias”, incentiva Jerusa Morais.