Vinhedo volta a fechar comércio não essencial por mais 15 dias

Vinhedo iniciou nesta segunda-feira, 6, regras mais rígidas da quarentena que atinge todo o estado de São Paulo. A princípio esse novo estágio deve durar pelas próximas duas semanas, no entanto o governo estadual tem feito revisões semanais.

A determinação é do governo estadual e já está valendo. O Decreto municipal revogando as determinações da fase laranja também foi publicado no dia 4 de julho com validade a partir desta segunda-feira, 6.

“Nós não temos o que fazer, temos um limite legal e estamos limitados a uma ordem judicial e eu não posso ter a irresponsabilidade de descumprir ordem judicial. Peço que essa semana sejamos radicais no isolamento social, vamos fiscalizar as quadras de esportes, as pessoas sem máscaras e os comércios “, disse o prefeito de Vinhedo em entrevista pela internet ainda no sábado, dia 4.

Por causa do novo coronavírus, a região de Campinas, com 42 municípios, incluindo Vinhedo passa a ter o comércio aberto somente para serviços essenciais. De acordo com o governo do Estado a reavaliação da classificação das cidades será feita a cada 15 dias e passará a valer na segunda-feira após o anúncio, sendo a classificação vigente nas duas semanas seguintes.

Segundo o serviço de vigilância sanitária de São Paulo, o índice de ocupação das UTIs, nos hospitais dos municípios dessa região somavam 80%, em 4 de julho, o que fez com que o Governo retrocedesse, voltando à faixa mais severa.

O que pode funcionar nessa fase vermelha:

Saúde: hospitais, clínicas odontológicas, farmácias, lavanderias e estabelecimentos de saúde animal.

Alimentação: Supermercados, açougues, padarias, lojas de suplementos e feiras livres, desde que não consumam no local.

Bares, restaurantes e lanchonetes: serviços de entrega (delivery) e que permitam as compras sem saída do carro (drive – thru), inclusive em lojas em postos de combustíveis.

Abastecimento: produção e entrega agrícola ou agro industrial, cadeia de abastecimento e e logística, armazéns, postos de combustíveis e lojas de materiais de construção.

Veja mais:

Em junho, Vinhedo tem alta de 240% nos casos de covid-19

Como é feita a medição do isolamento social em SP